Gestão Riedel: Cerimônia de posse dos secretários encantou a todos pela inclusão e valorização cultural

Categoria: Sem categoria | Publicado: terça-feira, janeiro 3, 2023 as 09:35 | Voltar

A solenidade de posse do secretariado do governador Eduardo Riedel foi realizada no 1º dia do ano no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo e fugiu totalmente dos cerimoniais convencionais. Teve inclusão com interprete de libras e também enfatizou a história cultural de Mato Grosso do Sul.

Quem estava acostumado a posses solenes e cerimoniais formais se surpreendeu. O evento trouxe um novo olhar sobre a história e a cultura de Mato Grosso do Sul, valorizando artistas locais e também incluindo a comunidade surda no evento que teve tradução de Libras em tempo real.

De acordo com a tradutora e intérprete de Libras Danielle de Rezende Gimenes, que há dez anos se apaixonou pela língua de sinais e fez dela sua profissão, foi emocionante participar deste momento e tornar ele acessível para a comunidade surda.

“Ao traduzirmos em Libra a posse do Governo do Estado nós estamos tornando este momento representativo para a comunidade surda, pois dessa forma eles conseguem participar, entender e se ver em um evento tão importante para a história do nosso Estado. Ações como essa precisam ser rotineiras em administrações públicas e o governador Eduardo Riedel vem mostrando desde a sua campanha que a inclusão será presente em sua gestão e nós ficamos muito felizes, pois essa é uma luta diária dos surdos em todo país”, disse a tradutora.

Segundo o membro da comunidade surda, Matheus Santos Moreno, que assistiu à posse virtualmente, a tradução de Libras pode parecer um gesto singelo, porém para eles é inclusão. “Conseguir acompanhar um momento importante como esse e nos sentirmos incluídos é fundamental para nós e esperamos que este governo seja de muita acessibilidade para todos os tipos de deficiência”, ressaltou ele.

Valorização Cultural

Emocionado, o público assistiu um vídeo que contextualizava a história do Brasil e de Mato Grosso do Sul, com intervenções artísticas, que representaram fatos simbólicos, como quando o time de futebol do Estado, o Operário Futebol Clube, ganhou a Copa da Coréia em 1982, a música “Escrito nas Estrelas” de Tetê Espíndola estourou nas paradas de sucesso, a visita do Papa João Paulo II a Mato Grosso do Sul, a filmagem da primeira novela Pantanal, dentre outros momentos históricos do país e do Estado que levaram até a eleição de Eduardo Riedel como governador.

Teve música ao vivo, artistas plásticos que realizaram uma produção de uma tela no estilo Lambe-Lambe com a imagem de Helena Meirelles, leitura de um trecho da "Poesia Completa" de Manoel de Barros e encerrou com o Hino de Mato Grosso do Sul.

Para André Stabile, produtor artístico responsável pela curadoria cultural da posse, entender a própria história e tão importante quanto planejar o futuro. “Então partimos desse ponto, fazer uma cerimônia que contasse a trajetória do nosso Estado até aqui. E claro, apostando no que a gente tem de melhor, que é gente talentosa e de coragem pra inovar. Fizemos um evento lindo e emocionante. Todos entregaram tudo! A diretoria, equipes de produção, passando pela técnica, pelos artistas, apresentadores, até chegar na plateia”, enfatizou o produtor.

Confira quem foram os artistas que participaram deste momento tão especial:

Gabriel Britto – Ator que fez uma intervenção inicial, ligando um walkman que dava início a história contada no palco.

Geórgia Castro – Cantora que interpretou a música “Escrito nas Estrelas” em referência ao sucesso que Tetê Espíndola teve com a canção.

Marta Cel – Cantora que interpretou a música “Porque Ele Vive” em referência ao marco histórico da visita do Papa João Paulo II ao Mato Grosso do Sul.

André Tristão – Ator que fez uma leitura da música “Trem do Pantanal”, se referindo ao marco histórico da primeira filmagem da novela Pantanal.

Leo Mareco e Kelton Medeiros - Artistas plásticos que realizaram uma produção ao vivo de uma tela no estilo Lambe-Lambe com a imagem de Helena Meirelles, que depois foi entregue à Fátima Azambuja pela primeira-dama Mônica Riedel.

Olívia Chiarello - Atriz e cantora Mirim que realizou a leitura de um trecho da "Poesia Completa" de Manoel de Barros.
Chicão Castro – Cantor que interpretou o Hino de Mato Grosso do Sul.

Ficha Técnica

Produção Musical: Fábio Adames e Victor Winkler.
Figurinos: Luis Gugliatto.
Apresentadores: Lívia Machado e Leandro Marques.
Intérprete de Libras: Danielle de Rezende Gimenes.

Karina Vilas Boas, Comunicação do Governo de MS

Fotos: Bruno Rezende

Publicado por: Roselaine Martins Rodrigues Breda

Utilizamos cookies para permitir uma melhor experiência em nosso website e para nos ajudar a compreender quais informações são mais úteis e relevantes para você. Por isso é importante que você concorde com a política de uso de cookies deste site.